Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Os motoristas que trafegam pela Rodovia Duca Serra, na Zona Oeste da cidade, sabem da dificuldade que é o trânsito por ali. Com as obras de alargamento da via, a ponte sobre a Lagoa dos Índios se tornou um grande gargalo. A solução apontada pela Secretaria Estadual de Transportes (Setrap) é a construção de uma nova ponte, ao lado da que já existe. As obras estão previstas para começar ainda este ano.

A solução está sendo apontada pelos técnicos da Setrap e tem recebido o aval do secretário da pasta, Jorge Amanajás.  Ele esteve na tarde dessa quinta-feira, 9, acompanhado de um engenheiro e um arquiteto da secretaria que avaliavam a situação.

Jorge Amanajás, secretário de Transporte: "Fotos: André Silva

Jorge Amanajás, secretário de Transportes: “acredito que ainda esse ano poderemos começar a obra”. Fotos: André Silva

“Estamos saindo daqui com a ideia de que teremos que fazer uma nova ponte ao lado desta outra. Teremos que fazer um projeto para que seja encaminhado para licitação. Acredito que ainda esse ano poderemos começar a obra”, argumentou o secretário.

Além da construção da ponte, outra pista será construída para acompanhar o fluxo, ao todo, a pista será alargada em 15 metros.

Mapa de como ficará a duplicação do trecho

Mapa mostra como ficará a duplicação do trecho

A rodovia vai passar por uma transformação completa. Elipses e retornos serão construídos para darem acesso aos bairros Marabaixo, Cabralzinho e Goiabal.

“A construção dessas elipses, que são parecidas com uma rotatória, será necessário para dar fluidez ao trânsito, porque todas as vezes que os motoristas vão entrar no Cabralzinho, por exemplo, eles ficam parados no meio da pista, o que atrapalha o trânsito e o deixa mais complicado ainda”, explicou o engenheiro responsável pela obra, Eduardo Moura.

mapa

Área em vermelho do mapa passará por mudanças 

Enquanto o projeto para a construção da ponte não fica pronto, as obras por outro lado vão continuar.

As obras iniciaram no dia 22 de fevereiro e estavam previstas para terminar em 30 dias, tiveram que ser interrompida por diversas vezes por causa da chuva. O projeto é de 4 quilômetros de alargamento da pista, instalação de ciclofaixas e área de acostamento.

Compartilhamentos