Compartilhamentos

SELES NAFES

Depois de mais de 1 ano de procura, agentes da 1ª Delegacia de Polícia de Santana prenderam Wáurio Costa Lima, de 31 anos.  Ele é acusado de ajudar uma professora a cometer assaltos na cidade em 2014, especialmente em portas de escolas. Wáurio Lima estava morando em Pedra Branca do Amapari, mas, segundo a polícia, continuava realizando assaltos em Santana.

A professora Edna Maria Ferreira da Costa, de 40 anos, usava uma moto Biz para percorrer a cidade em busca de vítimas, sempre na companhia do namorado Wáurio Lima que seguia na garupa.

Testemunhas disseram que ele descia da garupa sempre armado e rendia as vítimas levando principalmente mochilas, bolsas e celulares, enquanto a professora aguardava com a moto ligada.

Dezembro de 2014: professora foi reconhecida por testemunhas e apontada por um receptador

Dezembro de 2014: professora foi reconhecida por testemunhas e apontada por um receptador. No vídeo abaixo, ela recebe voz de prisão

Edna Ferreira, que era do contrato administrativo e lecionava na Escola Everaldo Vasconcelos, no Bairro do Paraíso, foi presa em flagrante em dezembro de 2014.

No vídeo, gravado pelo repórter Roberto Gonçalves, a delegada Luiza Maia dá voz de prisão para a professora surpreendida quando comparecia para depor. À época a polícia investigava 12 roubos atribuídos ao casal.

A professora foi condenada a 6 anos de prisão, mas depois de pouco mais de 1 ano de reclusão ela passou a cumprir o restante da pena em liberdade com restrições.  

Faltava encontrar Wáurio Lima, que nos últimos meses mudou muito de endereços e aparência, principalmente pintando o cabelo. Na última quarta-feira, 20, ele foi localizado em uma casa na comunidade de Munguba, em Pedra Branca do Amapari, por uma equipe de investigadores chefiada pelo agente Adelson Gomes.

Delegada Luiza Maia: novos assaltos

Delegada Luiza Maia: novos assaltos

“Ele tentou fugir, e depois de identificou com o falso nome de Roberto Silva. Estava escondido na casa de uma namorada”, explica a delegada Luiza Maia.

Depois da prisão, novas vítimas começaram a aparecer na delegacia de Santana afirmando que foram assaltadas por Wáurio Lima também usando uma pequena moto. Como estava com a prisão decretada, ele deverá aguardar o julgamento no Instituto de Administração Penitenciária do Amapa (Iapen).  

“Vou procurar saber em Pedra Branca do Amapari se existem casos de assaltos parecidos por lá”, avisou a delegada.

Compartilhamentos