Compartilhamentos

VALDEÍ BALIEIRO

O Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) registrou no primeiro semestre deste ano 11 mortes nas rodovias do Amapá. Dados são do balanço feito pelo próprio batalhão com a finalidade de analisar os resultados obtidos durante a metade do ano.

De acordo com a chefe da Divisão de Relações Públicas e Imprensa (Drpi) do BPRE, tenente Angélica Lobato, os números têm reduzido. Ao todo foram 274 acidentes, sendo 116 com vítimas não fatais.

Fotos: Valdeí Balieiro

Angélica Lobato, chefe da Drpi: “nossa maneira de atuar está surtindo efeito”. Fotos: Valdeí Balieiro

“Nesse primeiro semestre obtivemos esse resultado, diferente do ano passado onde registramos 305 acidentes. Isso demonstra que nossa maneira de atuar está surtindo efeito, pois ela é preventiva e não somente repreensiva como muitos costumam falar”, disse a tenente.

Do número de registros em rodovias, a AP-010, conhecida com JK, teve 147, diferente de 2015 onde teve 135. Isso se dá porque sua extensão vai desde a rotatória do Araxá, em Macapá, até o distrito do Matapi.

j

Acidentes na rodovia do Curiaú reduziram, diz BPRE

A AP-070 ou rodovia do Curiaú, em comparação ao ano passado, teve redução em mais de 50% dos acidentes. Foram 24 registrados esse ano, quando em 2015 o número foi de 50. O BPRE diz que, apesar de não ser um número muito grande de acidentes nessa rodovia, é comum as pessoas acreditarem que ela é onde mais acontecem acidentes, pois quando ocorrem, possui um número maior de vítimas envolvidas em uma única situação.

Compartilhamentos