Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A Polícia Civil de Santana prendeu no último dia 13 um homem de 24 anos suspeito de ser integrante de uma das gangues que aterrorizam o município. Os grupos “Inferno de Dante” e o “Grupo do Moisés” estão sendo investigados há bastante tempo, e, segundo a polícia, eles recrutam jovens entre 19 e 27 anos para a ‘guerra’.

Os grupos estão na mira da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP) de Santana, que considera  os integrantes violentos. Eles costumam usar facas e armas de fogo. Pelo menos quinze pessoas já teriam sido vítimas dos grupos.

Após os crimes, os bandidos ameaçam as vítimas de assaltos para que não denunciem os casos. “Por causa disso acreditamos que o número de roubos pode ser maior”, conta a delegada Luiza Rosa Maia (foto de capa), titular da 2ª DP de Santana que investiga os casos.

Em depoimento, o suspeito afirmou ser membro de um dos grupos e que teria cometido vários assaltos em Santana. Os investigadores trabalham para identificar outros integrantes de ambos os grupos, inclusive menores de idade.

Compartilhamentos