Compartilhamentos

SELES NAFES

Com autorização da Justiça, policiais civis, militares e federais entraram em todas as 60 casas da Vila Brasil, comunidade de Oiapoque na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa, numa grande operação para pacificar a localidade. Em junho, garimpeiros brasileiros e policiais franceses chegaram a trocar tiros várias vezes na região.

Viajantes e garimpeiros abordados na operação: 9 presos

Viajantes e garimpeiros abordados na operação: 9 presos

A força tarefa montada pela Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Amapá (Sejusp) tinha o objetivo de desarmar a população. Nove pessoas foram presas e muita munição de todos os calibres foi apreendida.

“Calibres 12, 20, rifles, espingardas, e achamos até um detector de metais que foi encaminhado para a Polícia Federal”, comentou o delegado Uberlândio Gomes, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI). 

Cerca de 70 policiais e militares participaram da operação. Fotos cedidas pela Polícia Civil

Cerca de 70 policiais e militares participaram da operação. Fotos cedidas pela Polícia Civil

Também havia casos de assaltos no Rio Oiapoque e contrabando de ouro. A operação envolveu 70 agentes, sendo 26 policiais civis, 44 PMs e militares do Exército, e uma equipe da Polícia Federal. O trabalho foi comandado pelo delegado Charles Corrêa. 

Compartilhamentos