Compartilhamentos

SELES NAFES

A Caixa Econômica Federal aceitou o pedido do governo do Estado para adiar o desconto dos empréstimos feitos por servidores que esperavam receber a 1ª parcela do 13º salário agora em julho. No entanto, falta o Banco do Brasil dar a resposta.

No total, 7 mil servidores, ou seja, 22% do total de funcionários estaduais, fizeram a antecipação do 13º salário. A maior parte dos empréstimos foi efetuada no BB.

“A Caixa Econômica aceitou nosso pedido, e informou aos sindicatos que chamem seus servidores para procurar o banco para refazer a renegociação. O Banco do Brasil nos informou que não vê problema em adiar o desconto para não prejudicar o servidor, mas ficou de dar uma resposta oficial no dia 28”, informou o secretário de Fazenda do Amapá, Josenildo Abrantes.

Já virou uma tradição, no primeiro semestre do ano, os bancos oficiais e privados oferecerem linhas de crédito aos servidores públicos interessados em receber antecipadamente a primeira parcela do benefício.

O empréstimo é sempre quitado automaticamente nos salários quando o governo paga. No entanto, este ano, ainda não existe uma data para o pagamento da primeira parcela.

“Estamos trabalhando em cima de arrecadação. Sempre prematuro agora arriscar uma data”, avaliou Abrantes.

Compartilhamentos