Compartilhamentos

HUMBERTO BAÍA, DE OIAPOQUE

Indígenas do município de Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá, continuam realizando protestos na cidade por causa da mudança na direção da Fundação Nacional do Índio (Funai). Nesta quinta-feira, 7, eles chegaram a bloquear a BR-156.

O trecho fechado fica em frente ao campus binacional da Universidade Federal do Amapá (Unifap). Eles são contrários à nomeação general do Exército Peternelli para a direção da Funai. A nomeação foi desfeita, mas eles também não concordam com os cortes feitos nos quadros técnicos da fundação em todo o Brasil. O movimento ocorre em todo o país. 

Universitários se juntaram ao protesto. Fotos: Humberto Baía

Universitários se juntaram ao protesto. Fotos: Humberto Baía

Depois da BR-156, índios entraram no prédio da prefeitura...

Depois da BR-156, índios entraram no prédio da prefeitura…

O cacique Sérgio dos Santos diz que os 60 guerreiros vão permanecer em Oiapoque até que suas demandas sejam atendidas. Os indígenas receberam o apoio de estudantes da Unifap. Eles protestam contra o possível fechamento do polo em Oiapoque. São pelo menos 3 mil alunos em 6 cursos.

Depois de percorrer as principais ruas da cidade, os indígenas entraram na prefeitura de Oiapoque e queriam ser recebidos pelo prefeito que está fora da cidade. Eles conversaram com a vice-prefeita Maria da Luz, que disse ser sensível às reivindicações e prometeu encaminhar os pedidos.

E foram recebidos pela vice-prefeita Maria da Luz

…e foram recebidos pela vice-prefeita Maria da Luz

Compartilhamentos