Compartilhamentos

MANOEL DO VALE

Há coisa de uns três anos a produtora cultural Marinilsa Souza teve a ideia de melhorar o astral da irmã, que se preparava para um tratamento do câncer, convidando-a para juntas cultivarem flores e hortaliças em vasos.

“A minha irmã tava muito deprimida e a gente queria levantar o astral dela. E eu a convidei para fazer o cultivo das plantas comigo”, narra a produtora cultural que iniciou o futuro negócio na pequena chácara onde mora, no ramal da Mururema, próximo ao polo agrícola do CD Rural, na Rodovia JK.

Quintal de casa virou um grande jardim

Quintal de casa virou um grande jardim. Fotos: Manoel do Vale

As plantas ajudaram a irmã a ter mais equilíbrio e tranquilidade para encarar as sessões de quimioterapia e zerar o câncer.

Com o objetivo inicial alcançado, Marinilsa percebeu que aquele podia ser uma boa oportunidade de melhorar a renda e o astral de muita gente, pois “a planta tem o poder de curar quando você mexe com ela”, ensina.

Variedade de plantas

Variedade de plantas

A certeza do bom negócio veio quando o marido dela, Reginaldo, conseguiu vender a produção feita na fase de tratamento da irmã. E foi então que a produtora cultural resolveu empreender pelos caminhos do cultivo de plantas decorativas e hortaliças em vasos.

Hoje ela abastece uma grande rede de supermercados de Macapá, repondo o estoque todas as segundas-feiras.

Vasos decorados dão charme às mudas de plantas

Vasos decorados dão charme às mudas de plantas

As irmãs, agora sócias, investem não apenas na qualidade das plantas, mas também nos vasos onde estas são cultivadas, que são decorados artisticamente com uma série de personagens que não se repetem.

Todas as mudas são preparadas por Marilsa e sua irmã

Todas as mudas são preparadas por Marinilsa e sua irmã

Um trabalho criativo que reforça ainda mais a tese da produtora de que o simples trato com as plantas traz equilíbrio interior e, no caso dela, com certeza, um bom dinheiro para o bolso.

Compartilhamentos