Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Empinar pipas é uma brincadeira antiga e que nunca sai de moda, principalmente em época de férias, período em que elas passeiam livremente no céu, uma mais bonita que a outra. Mas, sem os devidos cuidados, essa simples brincadeira pode causar acidentes graves, problemas no fornecimento de energia elétrica e até mesmo a morte.

Só na primeira semana de julho, o Centro de Operação da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) registrou um aumento de 60% no número de ocorrências de abertura de chaves de alta e baixa tensão, que causaram a interrupção do fornecimento de energia.

Pipas

O recomendável é soltar pipas em lugares abertos

De acordo com a Companhia, esse aumento está diretamente relacionado com o contato de partes da pipa ou da linha que enrosca na rede, e acabam provocando o desligamento automático das chaves de proteção.

Para evitar acidentes e interrupções no fornecimento de energia, durante a brincadeira, a CEA recomenda soltar pipas em espaços abertos, como campo de futebol e praça. Outra recomendação é a de não utilizar linha metálica como fio de cobre de bobinas e papel laminado para fazer a pipa, ele pode causar risco de choque elétrico.

Linhas enceradas apreendidas pela Guarda Municipal em Macapá

Uso de cerol em linhas é proibido por lei

O chefe da Divisão de Medicina e Segurança no Trabalho (DIMST/CEA), Marconi Andrade Cruz, alerta que em caso de acidente, para separar a vítima do condutor de energia, é necessário usar objetos de borracha ou madeira.

“A simples ação de tentar puxar uma pipa presa aos fios da rede elétrica pode provocar uma violenta descarga elétrica, capaz de levar à morte”, ressaltou.

A Companhia de Eletricidade orienta também que jamais se deve usar cerol. Ele é proibido por lei. Não soltar pipas em dias com chuva ou relâmpagos, com risco de levar uma descarga elétrica, é outra recomendação. E claro, ficar atento a motos e bicicletas, pois a linha pode ser perigosa para seus condutores.

Compartilhamentos