Compartilhamentos

HUMBERTO BAÍA, DE OIAPOQUE

A Polícia Civil de Oiapoque foi informada pela Gerdamarie (polícia francesa) que houve uma troca de tiros no Rio Oiapoque entre garimpeiros brasileiros e policiais franceses. Houve feridos e há um brasileiro estaria desaparecido.  

O incidente ocorreu em frente a Camopi, uma aldeia de índios franceses. Do outro lado do rio está a Vila Brasil. A embarcação com os gerdarmes teria feito a aproximação da voadeira que transportava os brasileiros, mas, na hora da abordagem, a embarcação dos brasileiros teria sido atingida e naufragou.

Moradores de Vila Brasil dispararam tiros na direção de Camopi, onde está uma base da Legião Estrangeira

Moradores de Vila Brasil dispararam tiros na direção de Camopi, onde está uma base da Legião Estrangeira

Os brasileiros então decidiram abrir fogo contra os policiais franceses que revidaram. No confronto, um garimpeiro e um gerdame saíram feridos e foram encaminhados para Caiena, capital da Guiana Francesa. Um segundo brasileiro teria caído na água ferido e desapareceu, mas essa informação ainda não é oficial.

Embarcação com brasileiros chegando ao lado francês: cena comum. Fotos: Humberto Baía

Embarcação com brasileiros chegando ao lado francês: cena comum. Fotos: Humberto Baía

As autoridades francesas pediram ajuda no sentido de controlar a população de brasileiros residente na Vila Brasil que ameaçaram vingar os feridos. Há relatos de tiros disparados de Vila Brasil em direção a Camopi.

Um pequeno pelotão da Legião Estrangeira baseado no local está em alerta. A região já foi palco de diversos conflitos entre índios franceses e garimpeiros.

A Polícia Civil solicitou apoio do Exército no reforço da segurança no local. Todos os dias, várias embarcações partem de Oiapoque tendo como destinos os garimpeiros clandestinos na Guiana Francesa. As embarcações estão sempre lotadas. 

Compartilhamentos