Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Amapá prenderam na madrugada desta quinta-feira, 7, três pessoas, entre elas o vigia da sede da Associação dos Servidores Municipais de Macapá, no Bairro do Beirol, Zona Sul da capital.

A equipe estava em patrulhamento quando avistou três pessoas em frente ao prédio da associação. Ao ver os policiais um dos suspeitos atirou objetos para dentro do terreno.

“Eram duas cidadãs numa motocicleta conversando com o vigia, achamos esquisito. Na nossa aproximação o vigia jogou duas pedras grandes para o terreno. Ele estava comprando das duas mulheres”, relatou o tenente Cecílio, do Bope.

Além das duas pedras, outras foram encontradas na casa de Andréia, que é ex-detenta. Fotos: Olho de Boto

Além das duas pedras, outras foram encontradas na casa de Andréia, que é ex-detenta. Fotos: Olho de Boto

Andréia de Souza dos Santos (no centro da foto de capa), de 33 anos, se identificou como proprietária do produto. Ela acabou confessando aos policiais que tinha mais do produto guardado na casa dela, na Baixada da Pará, no Bairro Cidade Nova I.

Ao chegar ao local os policiais acionaram o canil do Bope para vasculhar a residência e mais drogas foram encontradas. O material foi identificado como crack.

Mais drogas foram encontradas pelo Canil do Bope

Mais drogas foram encontradas pelo Canil do Bope. Fotos: Olho de Boto

O vigia Ricardo Souza de Oliveira, de 32 anos, de acordo com o Bope, comprou cerca de 50 gramas das duas mulheres para revender na Praça Nossa Senhora da Conceição, no Bairro do Trem.

Andréia já tinha cumprido 2,9 anos de prisão no Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) também por tráfico de drogas. A segunda mulher presa, Elizamar Ribeiro, de 35 anos, negou envolvimento no crime, mas também foi apresentada no Ciosp do Pacoval por tráfico.

Compartilhamentos