Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Concursados do processo da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) de 2012 comemoraram nessa terça-feira, 2, na Assembleia Legislativa do Amapá, a aprovação em caráter de urgência do projeto de lei que prorroga a chamada dos concursados de 2012. Agora o projeto será encaminhado para sanção do governador Waldez Góes (PDT).

Os aprovados estavam apreensivos com a votação, já que o prazo de chamada para os concursados termina no próximo dia 10 de agosto. É longo o histórico de lutas dos aprovados. Em abril do ano passado, a Assembleia Legislativa aprovou projeto de lei do Executivo que autorizava a contratação de 2,3 mil técnicos de enfermagem, 185 técnicos de laboratório e 500 enfermeiros.

Aprovados no concurso

Prazo para convocação encerra no próximo dia 10 de agosto. Fotos: Cássia Lima

Mas desse total, 1,8 mil técnicos foram efetivados e ainda faltam quase 500 profissionais, sem falar de trabalhadores de outras categorias como nutricionistas, fisioterapeutas, técnicos e enfermeiros.

Marcelo Souza. Fotos: Cássia Lima

Marcelo Souza, aprovado: “é muita injustiça”

“Queremos que o governo chame pelo menos os mais prioritários, e que isso acompanhe as inaugurações dos hospitais que estão por vir. É muita injustiça nós estudarmos por anos, passar e não sermos convocados”, destacou Marcelo Souza.

Os concursados pedem que os quase 1,5 mil aprovados sejam chamados de acordo com a necessidade da rede de saúde, mas eles também fazem questão de que o governo não contrate mais ninguém.

Sandra Lopes

Sandra Lopes, técnica em enfermagem: “pedimos que o governo não contrate temporários”

“Eu estudei muito, paguei cursinho e sofri fazendo provas pensando num cargo efetivo. Pedimos que, enquanto não sejam convocados os aprovados, o governo não contrate mais temporários para os nossos cargos”, frisou a aprovada como técnica de enfermagem, Sandra Lopes, de 37 anos.

Compartilhamentos