Compartilhamentos

REDAÇÃO

As polícias Civil e Militar do Amapá prenderam todos os envolvidos no assalto à residência da deputada estadual Raimunda Beirão (PMB), no município de Vitória do Jari, a 320 quilômetros da capital Macapá, ocorrido no último fim de semana. De acordo com as investigações, os acusados estavam havia 3 dias na cidade levantando informações sobre a parlamentar.

Entre os presos está um adolescente de 17 anos (foto de capa) que acabou sendo baleado numa troca de tiros com policiais do 11º Batalhão da Polícia Militar.

Carro que dava apoio aos assaltantes. Fotos: DPI

Carro que dava apoio aos assaltantes. Fotos: DPI

“Ele estava com um revólver calibre 38. Apesar do tiro, que acertou uma das pernas, eu conversei com o médico e ele (criminoso) já está até andando pela enfermaria do hospital”, comentou o delegado Uberlândio Gomes, chefe do Departamento de Polícia do Interior (DPI).

O assalto ocorreu no fim da noite de sábado, 6, quando 10 pessoas, incluindo a deputada e duas crianças, estavam na residência que fica a poucos metros da sede do Ministério Público do Estado. Todos foram amarrados enquanto os bandidos recolhiam joias e outros pertences das vítimas.

Um dos seguranças da parlamentar conseguiu se soltar e avisar a polícia que deteve o motorista da fuga estacionado a poucos metros da casa. Em seguida houve a troca de tiros com o adolescente numa construção durante a tentativa de fuga. O terceiro assaltante foi preso em uma área de mata. A maior parte dos objetos roubados foi recuperada.

Todos os envolvidos são do município de Porto Grande, a 105 quilômetro da capital. Eles confessaram ter ido a Vitória do Jari apenas para realizar o assalto. Eles chegaram alguns dias antes para estudar a rotina da casa da vítima.

Compartilhamentos