Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um acusado de assaltos em Macapá foi morto na madrugada desta quarta-feira, 17, durante uma troca de tiros com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Amapá. Os policiais haviam sido chamados para intervir num tiroteio que ocorria no Bairro do Muca, na Zona Sul da capital.

O tiroteio ocorria por volta das 4h30min na Passagem da Amizade, e, quando a equipe do Grupo de Intervenção Rápida (Giro) do Bope chegou ao local, foi recebida a tiros.

“Um dos suspeitos atirou contra os policiais e fugiu para dentro de uma residência. A equipe foi atrás e nessa casa houve novo confronto. O acusado foi ferido e socorrido”, relatou o tenente Hércules Lucena, do Bope.

Pistola 380 usada por Rogério, o 'Sessé'. Fotos: Olho de Boto

Pistola 380 usada por Rogério, o ‘Sessé’. Fotos: Olho de Boto

O criminoso foi identificado como Rogério dos Santos Cavalcante, de 20 anos, o ‘Sessé’. Ele tinha uma tatuagem de palhaço assassino na perna esquerda, símbolo dos que pregam a morte de policiais. 

“Os próprios vizinhos diziam que ele ameaçava moradores e teve confrontos com outros criminosos. A informação que chegou pra gente é que ele matou até um irmão, nós estamos checando se isso é verdade”, acrescentou o oficial.

Sessé era acusado também de assaltar uma Farmácia Popular no Bairro Jardim Marco Zero, próximo do Hospital da Unimed, no último dia 5. Ele havia sido identificado por testemunhas e por imagens do circuito de câmeras de farmácia.

Com ele, os policiais do Bope apreenderam uma pistola 380 usada contra a equipe. O criminoso morreu no Hospital de Emergência de Macapá durante atendimento.

Os outros bandidos que trocavam tiros com Sessé não foram encontrados. O local é conhecido pelo tráfico de drogas, mas a PM não descarta que o tiroteio fosse um acerto de contas. 

Compartilhamentos