Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um menor de 17 anos (camisa listrada na foto de capa) foi atingido por um tiro ao ser surpreendido por uma delegada da Polícia Civil do Amapá dentro da sala de estar da residência dela, no Bairro Universidade, Zona Sul de Macapá. Para azar do criminoso, a delegada estava recebendo a visita de outros policiais civis.

A invasão ocorreu por volta das 23h. A delegada estava reunida com os amigos na parte de trás da residência, e, de acordo com a PM, ela foi à sala em um determinado momento e acabou encontrando o criminoso portando um facão.

“Ele foi surpreendido pelos policiais na sala. Eles deram voz de prisão, mas ele não obedeceu e atentou contra a vida da delegada com um facão e contra a vida de outras pessoas na residência”, explicou o sargento Silva Júnior, do BRPM.

Menor, de camisa listrada, chegada à Deiai depois de receber atendimento no HE: furtou 6 vezes a mesma casa

Menor, de camisa listrada, chegada à Deiai depois de receber atendimento no HE: furtou 6 vezes a mesma casa

A delegada atirou contra o criminoso atingindo uma das pernas dele. Mesmo assim, ele conseguiu fugir da casa.

A Polícia Militar foi chamada e a ocorrência foi atendida pelo Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM). Equipes começaram as diligências no Bairro Universidade num raio de 10 quarteirões.

Na Rua Amadeu Gama, vários veículos foram abordados até que os policiais decidiram parar um táxi. Dentro do carro estavam dois elementos, entre eles o criminoso ferido com um tiro na perna.

Os dois, incluindo o taxista, foram apresentados no Ciosp do Pacoval, mas apenas o menor ficou detido.

A residência da delegada já tinha sido alvo de outros seis furtos.

“Ele confessou que todas as vezes foi ele quem invadiu a casa. Audacioso, mesmo sabendo que se tratava da residência de uma policial civil”, comentou o sargento do BRPM.

O tiro não foi grave na perna. O menor foi levado para receber atendimento no Hospital de Emergência de Macapá, e depois foi levado para a Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai).

Compartilhamentos