Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O deputado federal Vinícius Gurgel (PR-AP) uma emitiu nota de repúdio depois de uma reportagem da Revista Superinteressante que analisou seus gastos de gabinete. Segundo ele, a interpretação dada à matéria foi uma tentativa de desqualificá-lo como parlamentar.

A revista citou despesas do gabinete do parlamentar, como por exemplo, manutenção de seis escritórios alugados, quatro deles em Macapá, o que totalizaria R$ 229 mil por ano.

Em nota, o parlamentar repudiou o que chamou de “tentativa de adversários em buscar desqualificar este deputado, repercutindo (e interpretando) matéria da Revista Superinteressante, que cita a estrutura mantida pelo nosso gabinete parlamentar, sem levar em consideração o trabalho desenvolvido em benefício do Amapá”.

Gurgel disse que seu mandato tem procurado captar o maior volume possível de recursos para obras estruturais nas áreas de saúde, saneamento urbano, pavimentação e educação.

“Isso só foi possível porque mantemos uma equipe que trabalha na elaboração de projetos, auxilia prefeituras a sair da condição de inadimplência (e assim ficarem aptas a receberem os investimentos) além de atendermos gestores e percorrermos órgãos municipais, estaduais e federais”, comentou o deputado.

Ele citou como exemplo a construção de passarelas em concreto em Mazagão, pavimentação de ruas em Pracúuba e Tartarugalzinho, investimentos nos campus da Unifap, além de equipamentos e insumos para a rede de saúde e órgãos como o Tribunal Regional Eleitoral, a Justiça Federal e o Ministério Público Estadual.

“Fazemos um mandato de resultados. Por isso, é natural que surjam ataques daqueles que fazem coro com a desgraça”, concluiu.

Compartilhamentos