Compartilhamentos

SELES NAFES

O candidato da coligação ‘Atitude e Trabalho por Macapá’, Gilvam Borges (PMDB), deu uma ‘palhinha’ do tom que pretende usar como estratégia na propaganda de rádio e televisão iniciada nesta sexta-feira, 26. O ex-senador atacou o que chamou de ‘promessas não cumpridas’ do atual prefeito de Macapá, Clécio Luis (REDE), líder nas pesquisas.

Segundo pesquisa do Ibope divulgada na última quarta-feira, 24, Gilvam está numericamente em 4º lugar, mas empatado tecnicamente em 2º lugar com Aline (PRB) e Promotor Moisés (PEN). Ele também tem a maior rejeição, com 54%.

O primeiro ataque ocorreu às 7h no programa de rádio. Com o humor irônico que é sua característica mais forte, o peemedebista criticou a atual gestão no finzinho do programa, dizendo que faltou vontade para trazer recursos federais para obras na capital.

A mesma estratégia ele adotou na televisão, exibindo trechos do programa eleitoral de 2012 onde o então candidato Clécio Luis dizia que iria concluir o Hospital Metropolitano de Macapá.

Já o programa da coligação ‘Pra Macapá Seguir Avançando’, do atual prefeito, preferiu utilizar uma linha emocional, com sequências de imagens de obras realizadas na capital mescladas com pessoas e paisagens, tudo embalado por uma suave trilha sonora.

Já o programa da coligação ‘Macapá de Todos Nós’, de Aline Gurgel, apresentou a vereadora como candidata nascida e criada em Macapá. O filme fez críticas, mas num tom mais ameno, mostrando depoimentos de moradores que vivem em áreas de ressaca.

O candidato do PSB, Ruy Smith, usou os 45 segundos de programa para trabalhar a imagem dele como gestor. O Promotor Moisés, do PEN (3º numérico no Ibope) falou educação, saúde, e segurança pública num depoimento gravado em estúdio.

Dora Nascimento (PT), da coligação ‘Adora Macapá’, não apresentou programa. Dora está em 6º lugar na pesquisa de forma numérica. O mesmo ocorreu com Genilval, do PSTU (último lugar), não apresentaram programas.  

Compartilhamentos