Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Amapá conduziram um homem até o Ciosp do Pacoval depois que ele foi encontrado conduzindo uma motocicleta com muitos sinais de adulteração. Na delegacia, ele disse que estava testando o veículo para uma posterior compra.

O caso aconteceu na madrugada desta terça-feira, 23, na Avenida Inspetor Antônio Oliveira, no Bairro Zerão, durante uma abordagem de rotina.  Depois de alguns instantes, um dos policiais começou a perceber as adulterações.

Moto foi apreendida no Zerão. Fotos: Olho de Boto

Moto foi apreendida no Zerão. Fotos: Olho de Boto

O lacre da placa estava rompido, a placa não batia com os outros dados do veículo que também estava sem o código do fabricante. A numeração do motor também havia sido raspada.

“Isso é uma quadrilha que estamos começando a desarticular, altamente especializada. Não são adulterações grosseiras. Só conseguimos perceber graças a um combatente nosso altamente treinamento nesse tipo de crime”, comentou o tenente Cecílio, do Bope.

Veículo tem vários sinais de adulteração

Veículo tem vários sinais de adulteração

Os policiais descobriram no celular do suspeito que haviam conversas entre ele e o suposto proprietário, que oferecia a moto por R$ 2,5 mil.

“Primeiro ele (condutor) disse que a moto era emprestada, e depois falou que estava comprando a moto dessa pessoa. É muito suspeito, uma moto modelo 2016 sendo vendida por esse valor”, observou o oficial do Bope. 

O condutor, que não tem passagem pela polícia, prestou depoimento, mas depois foi liberado. Inicialmente ele disse que não conhece pessoalmente o suposto proprietário. A Polícia Civil vai continuar investigando o caso. 

Compartilhamentos