Compartilhamentos

JÚLIO MIRAGAIA

O Ministério Público Eleitoral (MPE) ajuizou representação por propaganda antecipada contra os diretórios municipais do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e do Partido Verde (PV) de Laranjal do Jari. A representação também foi direcionada aos pré-candidatos Nazilda Rodrigues e Ayrton Nobre, por aproveitarem do período previsto para a propaganda intrapartidária para divulgar suas candidaturas aos eleitores e à população, o que burla a legislação eleitoral.

O promotor eleitoral da 7ª Zona, Rodrigo Cesar Assis, autor da representação, alega que foi realizada propaganda antecipada, travestida de intrapartidária.

“O pré-candidato do PV chegou a publicar a sua foto em destaque no Facebook em um convite para a convenção direcionado a todos”, explica Assis.

“Por sua vez, o diretório municipal do PMDB, além de convidar os ‘simpatizantes e a população’, fez clara referência à candidata Nazilda (utilizando-se de gênero feminino ao grafar o cargo de Prefeita)”, afirma o representante do MP Eleitoral.

O promotor disse ainda que “nas vésperas das convenções partidárias para a escolha dos candidatos, é permitida a divulgação do evento para os filiados aos partidos respectivos, contudo o que se verificou foi a divulgação das candidaturas para os eleitores”.

Compartilhamentos