Compartilhamentos

SELES NAFES

A política no Sul do Amapá continua bem conturbada. A prefeita de Laranjal do Jari, Nazilda Fernandes (PMDB), desistiu da candidatura à reeleição. Ela comunicou a decisão na segunda-feira, 22, a apoiadores da campanha e amigos mais próximos alegando razões pessoais, mas também relacionadas à gestão.

Nos bastidores, Nazilda demonstrava estar desestimulada por vários fatores. Um deles seria o fraco desempenho de alguns secretários e a crise financeira.

Aline Madeireiro (PEN), se articula para ficar com a vaga

Aline Madeireiro (PEN), se articula para ficar com a vaga

Nas pesquisas internas, ela também não apresentava bons números. Chegou a estar em segundo lugar, mas atualmente figurava entre as últimas colocações, especialmente por causa do desgaste com o funcionalismo municipal que está com os salários atrasados.  

A gota d’água ocorreu depois que o carro dela foi apedrejado por manifestantes que protestavam justamente contra os salários atrasados.

Aurivan nos tempos de diretor do Detran: articulação com Sarney. Foto: Arquivo

Aurivan Gomes nos tempos de diretor do Detran: articulação com Sarney. Foto: Arquivo

Nazilda ainda não oficializou a desistência à Justiça Eleitoral do Amapá. Ela está há apenas 8 meses no cargo, depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) validou a chapa dela com Zeca Madeireiro (morto em um acidente no ano passado) depois de uma guerra judicial de quase três anos. 

A candidata a vice, Aline Madeireiro (PEN), viúva de Zeca, se articula na coligação para assumir a condição de candidata majoritária, mas ela tem um concorrente forte, o tenente da Polícia Militar Aurivan Gomes. Ele foi diretor do Detran do Amapá durante quase dois anos no governo Camilo Capiberibe (PSB).

Assim como Aline, ele é bem popular na região do Jari. O tenente é considerado uma pessoa carismática e bem articulada, mas precisa da benção da direção nacional do PMDB (José Sarney) para ser candidato.

Como policial, Aurivan Gomes ainda poderá se filiar a qualquer partido mesmo depois das convenções e registrar candidatura, uma prerrogativa da legislação eleitoral destinado aos militares. 

Os outros candidatos em Laranjal do Jari são: Célio Abreu (PTB), Márcio Serrão (PRB), Airton Nobre e a ex-prefeita Euricélia Cardoso (PP). Esta semana, no entanto, o Ministério Público deu parecer pela impugnação da candidatura dela. 

Compartilhamentos