Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A falta de recursos financeiros fez com que o Ministério Público do Amapá (MP-AP) revogasse o edital do Processo Seletivo para o quadro de Adolescente Aprendiz. O cancelamento da seleção para novos aprendizes do MP foi publicado no site da instituição no último dia 18. Mais de seis mil jovens haviam feito a inscrição.

A prova do processo seria aplicada no último dia 21 de agosto, com a publicação do resultado dia 26. Nos sete dias de inscrições foram contabilizados 6.342 mil inscritos, número bem superior se somado ao total dos três últimos processos seletivos, que tiveram uma média de quase dois mil candidatos.

Documento

Documento cancelando o processo foi publicado no site do MP

O órgão alega também que não possui estrutura física para realizar a seleção. O processo do Adolescente Aprendiz tinha como objetivo fazer um cadastro reserva de estagiários para o programa. Os interessados possuem faixa etária de 14 a 18 anos.

“Além do espaço físico, será necessário mobilizar grande número de servidores e colaboradores que auxiliam na aplicação e fiscalização da prova, o que hoje, não é possível em razão do reduzido quadro de pessoal para tanto e da grave crise econômica que nos atinge”, destacou a presidente da Comissão do Processo Seletivo, promotora Ivana Cei.

A Comissão ainda ressaltou que a grave carência de segurança por que tem passado as escolas públicas do Amapá, com a redução da vigilância, levou os diretores a suspender a seleção devido a indisponibilidade de espaços físicos para aplicação das provas.

Compartilhamentos