Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O governo da Martinica (Caribe) confirmou à Polícia Civil do Amapá que capturou o marroquino acusado de envolvimento com o terrorismo, e que havia sido visto há um mês na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa.

A comunicação foi feita pelo Departamento Ultramarino Insular Francês. A prisão ocorreu na ilha de dominação francesa na última segunda-feira, 21, mas confirmada ao Amapá apenas na quarta-feira, 23.

De acordo com informações apuradas pelo governo do Amapá, que colaborava para que o terrorista fosse preso, Rachid Rafaa, de 40 anos, é formado em ciência da computação, e nasceu em Marraquech.

Ele estava sendo procurado pela polícia francesa desde o dia 26 de julho, e chegou a ser visto na cidade de Saint-Georges. As forças policiais do Amapá foram avisados sobre a presença dele na fronteira,

Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Militar e Exército Brasileiro foram acionados.

Compartilhamentos