Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O Ministério Público Eleitoral recebeu oficialmente do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) a lista com os nomes de gestores e ex-gestores do Amapá que tiveram as contas reprovadas, e, por isso, não poderão disputar as eleições deste ano.

São enquadrados na Lei da Ficha Limpa todos os gestores que tiveram as contas julgadas irregulares pelo Pleno do Tribunal de Contas ou possuem condenações judiciais por colegiado.

A lista encaminhada nesta quinta-feira, 4, tem os nomes dos gestores que tiveram contas irregulares nos últimos oito anos, ou seja o período entre 2008 e 2016. A lista é composta por 132 nomes de pessoas que atuaram em governos estadual e municipal.

“Com a mudança na legislação eleitoral o prazo para envio da lista do TCE foi estendido até o dia 15 de agosto, porém mais nomes podem ser inseridos até o final do ano”, informou o secretário-geral do TCE, Damilton Barbosa.

As informações estão contidas no SisConta Eleitoral do Ministério Público Federal com detalhes sobre a condenação e quais foram as irregularidades cometidas. Veja aqui a lista com os 132 nomes. É só ampliar.

Apesar da reprovação das contas, o TCE trata esses casos como ‘potenciais inelegíveis’, isso porque muitos candidatos acabam conseguindo decisões judiciais que permitem o registro de suas candidaturas.

Compartilhamentos