Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro) apreendeu 400 quilos de pescado sem certificação na noite da última quinta-feira, 22. O produto, oriundo do município de Calçoene, seria comercializado nas feiras da capital.

Fiscalizações passarão a ser constantes a partir de agora. Os operativos são feitos a partir de ação conjunto da Diagro e policias Militar e Federal. Fotos: Cássia Lima

Fiscalizações passarão a ser constantes a partir de agora. Os operativos são feitos a partir de ação conjunto da Diagro e policias Militar e Federal. Foto: Cássia Lima

A apreensão ocorreu na barreira de fiscalização fixa do Km 9, na BR-156. O produto estava sendo transportado dentro de cubas em uma caminhonete de pequeno porte.  A maior parte já estava salgada.

Não é possível saber se o material apreendido foi higienizado, segundo Diagro. Foto: Diagro

Não é possível saber se o material apreendido foi higienizado, segundo Diagro. Foto: Diagro

O condutor do veículo recebeu um auto de infração e foi liberado. O flagrante só foi possível graças à ação conjunta da agência com o Batalhão Ambiental e as policias Militar e Federal.

Presidente da Diagro, José Roberto. Todo o material apreendido será

Presidente da Diagro, José Roberto. Todo o material apreendido será eliminado. Foto: Cásia Lima

Segundo João Renato, em setembro uma ação estratégica no Km 9 e na Rodovia do Curiaú foi trabalhada para tentar coibir o transito de produtos e animais que estejam na ilegalidade.

peixe-2

Produto oriundo do município de Calçoene

“Ações e apreensões como essa virão com frequência e buscamos expandir para outros municípios não só para o pescado, mas para carne bovina, bubalinos e produtos sem certificação na área vegetal”.

Compartilhamentos