Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A partir desta quarta-feira, 21, o Laboratório Central de Saúde Pública do Amapá (Lacen-AP) inicia o exame para diagnóstico do Zika Vírus no Estado. O exame será realizado pelo Teste de Biologia Molecular de Arbovirose. O resultado está previsto para 15 dias e pode detectar a microcefalia.

De acordo com o diretor do Lacen no Amapá, Nahon Galeno, poderão fazer o exame grávidas em qualquer período da gestação e recém-nascidos. Antes o exame era feito no Instituto Evandro Chagas, no Pará, que enviava o diagnóstico em 6 meses.

20160921_104624

Anúncio foi feito pela A Sala Estadual de Situação, durante a manhã desta quarta-feira, 21. Fotos: Cássia Lima

“Essa novidade é um avanço significativo para a saúde do Estado. Antes, o paciente suspeito esperava meses, hoje serão dias.  Isso vai ajudar no mapeamento da doença e na agilidade do tratamento”, frisou o diretor.

O Amapá é o terceiro estado da Região Norte a aderir o exame que só será possível por meio do diagnóstico diferencial de biologia molecular. Ele poderá ser feito em qualquer unidade de saúde e enviado ao Lacen.

Diretor do Lacen no Amapá, Nahon Galeno. Mulheres gestantes e com filhos recém-nascidos poderão fazer o exame.

Diretor do Lacen no Amapá, Nahon Galeno. Mulheres gestantes e com filhos recém-nascidos poderão fazer o exame.

“É um exame simples que nós já tínhamos o material, mas esperamos capacitação.  Esse exame detecta o vírus da doença que pode ocasionar a Microcefalia.  A grande novidade é a rapidez no resultado”, destacou a farmacêutica, Edcelha Ribeiro.

De acordo com a Sala Estadual de Situação, existem 9 casos de microcefalia diagnosticados no Amapá em 2016. Nenhum tem relação com o zika Vírus.

“Essa é uma questão de saúde pública que gera pânico, mas as grávidas podem ficar tranquilas porque a Zika está sob controle e com essa medida podemos monitorar melhor a doença no Amapá.  Por enquanto, está tranquilo, e com esse diagnóstico, vamos manter assim”, comentou a gerente estadual de atenção básica, Ellen Farias.

Dados da CVS
De acordo com a Coordenação de Vigilância em Saúde do Amapá (CVS), até 17 de setembro o estado registrou 800 notificações de Zika Vírus, desse total foram confirmados 179 casos.  Existem 44 suspeitas sendo examinadas ainda pelo Instituto Evandro Chagas. As suspeitas dos próximos dias já serão analisadas pelo Lacen.

Compartilhamentos