Compartilhamentos

SELES NAFES

Ministério Público Eleitoral decidiu intensificar a fiscalização de propaganda eleitoral e checagem de denúncias de compra de votos. Uma das promotoras que faz esse trabalho é Andréa Guedes, responsável pela atuação na 2ª Zona Eleitoral da capital.

“Tem muitas denúncias informando que em determinadas casas existe dinheiro. Estamos fazendo as investigações, mas até agora não encontramos nada”, disse a promotora.

Promotora Andréa Guedes: por enquanto, apenas trabalho educativo. Foto: MPE

Promotora Andréa Guedes: por enquanto, apenas trabalho educativo. Foto: MPE

Além desse tipo de crime, o MPE está de olho também na propaganda visual. A reforma eleitoral deste ano trouxe uma série de novas regras que limitaram o visual das campanhas de rua.

O tamanho das bandeiras foi reduzido, e elas não podem mais ser usadas em carros e motos, por exemplo.

“Já mandamos retirar muitas bandeiras de carros e motos. Temos também uma preocupação com os adesivos. Alguns veículos estão usando o adesivo nos tamanhos errados e que não possuem a micro perfuração”, frisa Andréa Guedes.

Por enquanto o trabalho de fiscalização é apenas educativos, mas, a partir da semana que vem, terá caráter punitivo com notificação para os candidatos.  

 “De forma geral, como as regras são novas, os candidatos e partidos estão muito cautelosos, aquém do que podem”, conclui.

Foto de capa: Seles Nafes

Compartilhamentos