Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Justiça Eleitoral determinou que o Facebook retire do ar postagens ofensivas postadas em dois perfis contra a candidata a prefeita de Macapá, Aline Gurgel (PRB). O prazo é de 24 horas a partir da notificação da decisão.

Os perfis acusados são ‘Meu Pirão’ e ‘Zé Macapá’. A decisão foi do juiz eleitoral Fábio Santana direto para empresa Facebook Serviços Online do Brasil Limitada, que se não obedecer poderá pagar multa de R$ 5 mil.

Os perfis atacam figuras políticas do Estado, mas nas últimas semanas concentrou fogo em Aline Gurgel e membros de sua família com montagens, vídeos e charges.

A coligação encabeçada pela candidata alegou que “os conteúdos são publicações ilícitas, em que os verdadeiros autores se escondem por trás de perfis falsos para denegrir a imagem da candidata, relacionando seu nome à conteúdo ofensivo e inverídico, como o que ela tem aversão a pessoas humildes”.

“Elas são ilícitas porque visam unicamente atacar e denegrir a imagem da candidata, e não expor críticas e opiniões de caráter político, o que, nesta época, pode causar desequilíbrio no pleito eleitoral”, acrescenta a assessoria.

Compartilhamentos