Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Um sorteio irá definir no próximo mês as pessoas que ficarão com os 7 filhotes da cadela ‘Malouvida’, adotada por alunos e funcionários da Escola Estadual Maria Carmelita do Carmo, no Bairro do Buritizal, Zona Sul de Macapá. Depois da festa de baby chá, lista de ‘candidatos a donos’ tem mais de 60 pessoas.

A cadela apareceu na escola no mês de março. Os funcionários chegaram a expulsá-la diversas vezes, mas a cachorra venceu no cansaço, por isso ganhou o nome de Malouvida. Ela também é vigia da escola.

Em julho, Malouvida ficou grávida, e pariu 8 filhotes na última quinta-feira, dia 8. Um deles morreu durante o parto. Sobreviveram quatro machos e três fêmeas.

Cachorra teve quatro machos e três fêmeas. Fotos: Cássia Lima

Cachorra teve quatro machos e três fêmeas. Fotos: Cássia Lima

“A procura é muito grande. Tanto que fizemos uma lista. Agora vamos esperar um mês para eles abrirem os olhos e fazer o sorteio porque não temos como ficar com todos”, frisou o professor Paulo César, que cuida do animal desde que a escola a adotou.

Os funcionários do Carmelita fizeram um baby chá para a cadela no inicio do mês. Foram arrecadados vários quilos de ração, sabonete, xampu, remédios e coleiras.

Mas, mesmo assim, os filhotes não podem ficar com a mãe por causa do ambiente escolar e da manutenção dos animais.

“Ainda não definimos o dia do sorteio. Vamos esperar os filhotes crescerem um pouco mais e ficarem mais fortes. Mas os alunos e professores já brigam discutem no corredor quem vai ficar com qual filhote. Acho que vai até dar briga no dia”, brincou o professor.

Maria Vitória: essa vai ser minha

Maria Vitória: essa vai ser minha

Malouvida deu sorte. É super amada, tanto é que, na lista de interessados nos filhotes tem, além dos funcionários da escola e alunos, pessoas do bairro. Uma delas é a pequena Maria Vitória.

“Eu ainda não tive um cachorro. Mas quero ter essa aqui, o nome dela será Blablá. Ela é linda, bem pretinha e será minha”, garante a menina com o filhote no colo.

Doações

Segundo o professor Paulo Cesár, Malouvida fica com os filhotes durante a maior parte do dia e, apesar de ganhar muitos quilos de ração, a escola ainda está recebendo doações de leite para a cadela que podem ser deixadas na escola, localizada na Rua Barão de Mauá, no Buritizal.

Compartilhamentos