Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A Polícia Militar do Amapá registrou dois assassinatos com características de execução na noite desta quarta-feira, 14, ambas em Macapá. Num dos casos, a vítima estava numa batedeira de açaí quando foi surpreendida pelos assassinos.

O crime ocorreu por volta das 21h20min, na Rua José do Espírito Santo, próximo da orla do Bairro Perpétuo Socorro. Cleidson dos Santos de Paula, de 21 anos, ‘o Nico’, estava comprando açaí e espetinhos para o jantar quando dois homens chegaram numa motocicleta preta.

Cleidson tinha passagens por tráfico e roubo. Foto: Arquivo policial

Cleidson tinha passagens por tráfico e roubo. Foto: Arquivo policial

Os dois homens estavam vestidos de preto e usavam capacetes da mesma cor. O carona sacou uma arma e atirou várias vezes contra a vítima que não teve tempo de reação.

Dois tiros acertaram a cabeça de Cleidson de Paula, que foi socorrido por parentes e levado até o Hospital de Emergência de Macapá onde acabou morrendo (foto de capa, Olho de Boto).

“Os tiros foram de pistola. Ninguém viu quem foi porque os matadores estavam com capacetes pretos. Ao que parece foi acerto de conta do tráfico”, informou o sargento John César, do 6º BPM.

Noite movimentada no Hospital de Emergência de Macapá. Foto: Olho de Boto

Noite movimentada no Hospital de Emergência de Macapá. Foto: Olho de Boto

Cleidson de Paula tinha passagens pelo Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) por tráfico de drogas e roubo. Até agora ninguém foi preso.

Vale Verde

Cerca de uma hora e meia antes, no Bairro Vale Verde, no Distrito da Fazendinha, outro crime com sinais de execução já havia ocorrido.

A vítima foi Marcelo Pereira da Silva, de 18 anos, o ‘Marcelino’, com muitas passagens pelo Cesein por roubo. O crime ocorreu por volta das 20h na Rua 9 de Novembro.

Marcelino era conhecido pela quantidade de roubos no Vale Verde

Marcelino era conhecido pela quantidade de roubos no Vale Verde. Foto: Arquivo policial

Segundo testemunhas, dois homens invadiram a casa da vítima e dispararam várias vezes atingindo o desafeto. Em seguida, os criminosos fugiram por uma área de mata que fica atrás da casa da vítima.

Marcelino ainda foi levado para o HE de Macapá, mas morreu minutos depois. A ocorrência foi atendida pelo 1º Batalhão da Polícia Militar, mas até agora ninguém foi preso.

Compartilhamentos