Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O Ministério Público Eleitoral do Amapá já recebeu dezenas de denúncias de compra de votos este ano, especialmente em áreas de ressaca. Equipes do MPE estão visitando as áreas de pontes para distribuir material informativo e explicar as implicações para candidatos e eleitores que adotarem essa prática.

O trabalho começou no início da semana com uma blitz na orla de Macapá e se estendeu nesta quinta-feira, 1º, ao Bairro Perpétuo Socorro, na Zona Leste da capital.

Promotora Andre Guedes com equipe em área de ressaca. Foto: Divulgação

Promotora Andrea Guedes com equipe em área de ressaca. Foto: Divulgação

A equipe da promotora da 2ª Zona Eleitoral, Andrea Guedes, confirmou o recebimento pelo menos 70 denúncias de tentativas de compra de votos. Muitas denúncias estão chegando pelo Whatsapp.

De acordo com o MP, cabos eleitorais estão usando estratégias de coação, como anotar o número do título de eleitor e o local de votação, além de oferecer valores entre R$ 100 e R$ 200.   

O trabalho educativo vai continuar até às vésperas da eleição. O MP está divulgando um  número pelo aplicativo Whatsapp para recebimento de denúncias. É o 99109-7342.

Compartilhamentos