Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Em apenas um dia de fiscalização o Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (Procon) autuou 10 de 12 agências bancárias visitadas em Macapá. A principal queixa é a demora no atendimento aos clientes. A fiscalização continua nos próximos dias.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o procedimento correto é o cliente esperar 15 minutos em dias normais, 25 minutos em vésperas de feriado e 35 minutos em dias de pagamento do funcionalismo público.

Mas de acordo o Procon, nos últimos meses crescerem em 20% as queixas de demora em bancos acima do tempo previsto em lei. Existem casos de clientes que esperam até o triplo do tempo.

Fiscal conversa com cliente no primeiro dia de fiscalização. Fotos: divulgação.

Fiscal conversa com cliente no primeiro dia de fiscalização. Fotos: divulgação

“Nós constatamos que em algumas agências esse tempo estava sendo ultrapassado em até duas horas. É absurdo e desrespeito total com o cliente. Conversamos com os funcionários e usuários do banco e autuamos. Trabalhamos para coibir esse transtorno”, explicou a chefe de fiscalização do Procon, Lana Silva.

A fiscalização começou na quarta-feira, 31, e visitou 12 agências, 10 foram autuadas. Nesta quinta, mais 4 agências serão fiscalizadas. A operação deve seguir nas próximas semanas. O objetivo do Procon é fiscalizar todas as 39 agências bancárias da capital amapaense.

Depois de autuadas, as agências tem 10 dias para apresentar defesa ao Procon e explicar as melhorias feitas pela empresa para atender a legislação. O trabalho do Procon é persistir nas autuações.

“Nós já fizemos esse trabalho diversas vezes. Tem agências que estamos autuando de novo. Nossa meta é fazer com que os bancos se adequem. É estratégia nossa multar até que eles cumpram a legislação que determina o tempo de espera”, destacou a chefe.

Compartilhamentos