Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

O contrato com o consórcio que realizava as obras do Aeroporto Internacional de Macapá Alberto Alcolumbre foi suspenso pela Infraero. As obras já estavam paralisadas há mais de cem dias. A mudança de governo influenciou na decisão da estatal.

A informação sobre a interrupção no contrato com o consórcio confirmou o que já havia sido dito pelo senador Randolfe Rodrigues (REDE) em entrevista para o site SELESNAFES.COM esse mês. A paralisação iniciou durante o governo interino de Michel Temer.

A retomada na construção do novo aeroporto agora está prevista para dezembro. 

Era também para dezembro desse ano a previsão de inauguração do novo aeroporto. Os operários do consórcio chegaram a realizar protesto exigindo pagamento de salários e disseram que as obras já estavam paralisadas havia mais de 120 dias.

“Agora nós vamos tentar uma reunião com o presidente da Infraero em outubro para tentar  reverter a situação. “, informou o senador.

A obra do Aeroporto Internacional de Macapá  se arrasta há 12 anos. Ela iniciou em 2004, mas foi paralisada em 2007 após o Tribunal de Contas da União (TCU) ter detectado irregularidades apontando desvios de R$ 130 milhões. Elas recomeçaram em 2016  e a previsão de entrega era para dezembro desse ano.

Compartilhamentos