Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Dois macapaenses descobriram por acaso, depois de comprar um vaso de plantas para a mãe, algo que mudaria suas vidas.

Acontece que não se tratava apenas de um simples vaso. O produto era feito de um material desprezado por muitos: pneus de carro.

Depois de  adquirir o tal vaso, eles descobriram que poderiam ganhar dinheiro com a fabricação de outros utensílios como aquele. Em cinco meses, já venderam mais de 200 unidades.

Sandro José da Gama exibe sua produção feita a partir de pneus velhos. Fotos: André Silva

Sandro José da Gama exibe sua produção feita a partir de pneus velhos. Fotos: André Silva

O começo do negócio 

Sandro José da Gama de 44 anos, conta que a mãe tem uma variedade de espécies de plantas em seu quintal e que queria ajudar em alguma coisa.

Ideia surgiu quando os irmãos foram comprar um presente para a mãe.

Ideia surgiu quando os irmãos foram comprar um presente para a mãe.

Foi quando, passando pela praça Chico Noé no Bairro do Pacoval, viu uns vasos diferentes dos que já tinha visto. Ele parou e decidiu levar um para a mãe.

“Compramos uma arara, gostamos do serviço e começamos a fazer”, conta o artesão.

Primeira tentativa: Cerveró

vaso de pneu - esperando tinta

Cada peça custa R$ 80,00

Além dele, o irmão Domingos Albuquerque, também percebeu que não haviam segredos na fabricação de uma peça igual aquela então resolveram arriscar e fizeram a primeira peça: um galo vermelho e preto, que não ficou muito bonito e foi apelidado de Cerveró (ex diretor internacional da Petrobrás suspeito por desvio de recursos da estatal).

Domingos não se encontrava no local  no momento em que os fatos estavam sendo apurados.

vaso de pneu - sendo pintado

Sandro José da Gama avalia que o investimento valeu a pena

“Foi a primeira peça. O olho do galo não ficou muito legal por isso apelidaram ele desse nome. Depois dessa as outras saíram melhor”, elogia o homem.

Uma boa venda 

Peças são vendidas na Piauí, no Pacoval

Peças são vendidas na Piauí, no Pacoval

Araras, galos, corujas, cisnes, papagaios, são diversos bichos criados a partir de pneus velhos recolhidos de borracharias da cidade. Sandro conta que cada peça custa R$ 80,00 e que dentro de cinco meses já vendeu mais de duzentas.

“Ainda não gera uma boa renda, mas dá para ajudar na renda familiar”, conta sorridente o homem.

As peças podem ser vistas na Avenida Piauí, no Bairro do Pacoval. Quem passa pela Rua Mato Grosso em direção ao centro pode avistar outras que estão expostas em uma Fiorino branca.

Compartilhamentos