Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) culpou o governo Temer pela paralisação das obras do novo Aeroporto Internacional de Macapá. Segundo ele, outras obras importantes de infraestrutura também foram paralisadas nas regiões Norte e Nordeste. 

“Tínhamos um compromisso da presidente da Infraero no governo Dilma que a obra ficaria pronta em dezembro. A obra estava avançando, mas quando Temer assumiu a obra foi parando até paralisar completamente. Uma lamentável consequência do impeachment”, frisou o senador.

No fim da semana passada, operários da obra chegaram a fazer um protesto pelo atraso de salários. A obra está paralisada há cerca de 4 meses, justamente o período em que começou o governo interino de Michel Temer (PMDB).

A obra se arrasta há 12 anos. A construção do novo Aeroporto Alberto Alcolumbre começou em 2004, mas as obras paralisaram em 2008 depois que o Tribunal de Contas da União detectou superfaturamento. Uma operação da Polícia Federal chegou a prender os donos da empreiteira. 

Dos R$ 163 milhões de orçamento da obra, mais de R$ 100 milhões já estavam garantidos. A previsão era de que o terminal de passageiros ficasse pronto em dezembro, e o restante das obras em julho do ano que vem.

As prestadoras de serviço contratadas pelas empreiteiras também se queixam de atraso de até seis meses de pagamento. 

“Os parlamentares que apoiam o governo Temer têm que ajudar. Vou fazer minha parte. Pedir audiência com a Infraero e denunciar”, adiantou. 

Compartilhamentos