Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O suspeito de ter assassinado e torturado o aposentado Ivá Pereira, de 77 anos, foi encontrado no fim da tarde desta segunda-feira, 12. Ele estava no município de Porto Grande, a 105 quilômetros de Macapá, e passou a noite detido após ser encaminhado para o Ciosp do Pacoval. Pela manhã, ele foi ouvido pelo delegado Luís Carlos.

Em depoimento, ele disse que só soube da morte do ancião pelos próprios policiais que chegaram em sua casa e anunciaram a prisão. Não havendo provas concretas de sua participação, o suspeito foi liberado. O caso será investigado pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DECCP).

polica-anciao-3

Corpo do idoso tinha marcas de perfuração. Fotos: Olho de Boto

Entenda o caso

A Polícia Civil do Amapá investiga o assassinato de Ivá Pereira, ocorrido na madrugada de domingo, 11, na Linha D da Rodovia AP-440. Ele foi encontrado por uma filha por volta das 8h, de joelhos e com as mãos amarradas para trás por um pedaço de tecido. Policiais que estiveram no local acreditam que ele tenha sido torturado antes de morrer.

O corpo de Ivá Pereira tinha perfurações de arma branca, além de um ferimento na cabeça e sinais de estrangulamento.

A vítima morava só na pequena chácara, mas contava com o auxílio de um funcionário que ainda não foi localizado pela polícia. No dia anterior, o idoso tinha recebido a aposentadoria.

Compartilhamentos