Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A Escola Estadual Paulo Freire, do Bairro do Trem, recebeu o prêmio destaque da V Feira Nacional de Matemática que aconteceu em Salvador, Bahia, nos dias 28, 29 e 30 de setembro. É a primeira vez que uma escola de Ensino de Jovens e Adulto (Eja) participa e recebe a premiação.

Com o projeto ‘O Desafio do Cubo: uma abordagem algébrica’, orientados pelos professores Marcos Amorim  e Orleans Sousa, os alunos Jaime Loiola de 16 anos e Marcos Vitório de 17, alunos da quarta etapa (sétima e oitava série no Eja), obtiveram êxito na primeira etapa da competição, que é estadual, e também na etapa na nacional.

Marcos Vitório. Primeira vez que alunos do Eja conquistam premiação. Fotos: André Silva

Marcos Vitório. Primeira vez que alunos do Eja conquistam premiação. Fotos: André Silva

O site SELESNAFES.COM acompanhou a campanha para que os estudantes participassem do evento e divulgou também o projeto que você pode conferir aqui.

O corpo docente da escola ajudou a equipe a chegar à competição por meio de um bazar beneficente que garantiu a estadia e a alimentação. As passagens foram doadas pelo Sindicato dos Professores do Amapá (Sinsepeap).

paulo-freire-4-jaime

Jaime Loiola. Experiência única.

“Essa foi uma experiência única. Isso nos trás uma felicidade muito grande. Mas isso não é mérito somente nosso, mas dos professores e da escola”, comentou emocionado Jaime.

“Essa experiência foi magnifica. É algo que eu vou contar para os meus filhos e netos, porque nós fomos com o objetivo de ir buscar esse titulo para o Amapá e para a nossa escola e cumprimos a missão com êxito”, disse Marcos Vitório.

O prêmio destaque é dado aos projetos que são mais bem elaborados. A exposição dos alunos também mostrou como a confiança e segurança em apresentar a proposta foi importante, como destacou o professor Orleans.

“Eu sempre tive vontade de participar da feira mas, faltava alunos interessados.  Então foi muito bom poder conhecer os meninos, orientar e participar com eles dessa trajetória. Eles estavam muito empolgados. Acredito que isso marcou muito na vida deles. Sem contar que aprendi muito com eles”, contou o professor.

Professor. Aprendizado recíproco

Professor Orleans. Aprendizado recíproco

A feira serve de intercambio entre os diversos estados da federação no que diz respeito aos trabalhos voltados para a área de matemática escolar que vai desde a educação infantil até o ensino de graduação. Segundo o professor Orleans 100 escolas de todo país puderam apresentar sues projetos.

Compartilhamentos