Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um pedreiro de 22 anos foi assassinado com uma facada no pescoço enquanto dormia, na manhã desta terça-feira, 4, na comunidade de Ressaca da Pedreira, zona rural de Macapá. De acordo com a PM, o motivo teria sido uma briga por um pé de maconha.

O homicídio ocorreu por volta das 10h. Erleon da Silva Pimentel dormia em um pequeno sobrado de madeira quando foi atacado. O golpe de faca atingiu o pescoço da vítima, que ainda desceu em busca de ajuda, mas acabou caindo e morrendo ainda no local.

Pedreiro dormia quando foi atacado. Fotos: Olho de Boto

Pedreiro dormia quando foi atacado. Fotos: Olho de Boto

A família diz que o assassino é o primo dele, um menor conhecido como “Rodriguinho”.

“Fiquei surpresa. Eu moro em outro terreno. Quando minha chegou aqui pra lavar roupa, ela viu ele (Rodriguinho) passar com uma faca suja de sangue”, disse uma tia da vítima.  “Eles sempre saíam juntos, brincavam juntos, iam pra festa juntos”, acrescentou.

Segundo a Polícia Militar, os dois haviam brigado pela posse de um pé de maconha. O assassino já tem passagens pela polícia.

Ferido, Erleon ainda desceu do sobrado em busca de ajuda

Ferido, Erleon ainda desceu do sobrado em busca de ajuda

BRPU continua atrás do menor

BRPU continua atrás do menor

“Já é velho conhecido aqui da Polícia Militar e a vítima também. A única informação que a gente tem é que ele tentou empreender fuga com um rapaz que passava de moto. Esse rapaz fingiu que a moto não estava funcionando, e ele fugiu a pé”, comentou a soldado Mayara, do Batalhão de Policiamento Rural (BPRU).

O pai da vítima chegou ao local, mas não soube informar o verdadeiro nome do filho. Marcos da Silva Albuquerque disse que havia se esquecido do nome porque há muito tempo não convivia com o filho. Foi uma tia quem forneceu a identificação correta para a PM, que continua atrás do menor acusado da morte.

Compartilhamentos