Compartilhamentos

SELES NAFES

A Polícia Civil do Amapá já encontrou pelo menos 8 câmeras de residências que filmaram toda a ação na chacina ocorrida na madrugada do último dia 27, no Bairro Hospitalidade, município de Santana. Segundo o delegado que comanda a força tarefa que investiga o caso, as imagens são nítidas em todas as câmeras.

A força tarefa é composta por seis delegados, um titular, um adjunto e quatro plantonistas que se voluntariaram para ajudar na apuração. As tarefas foram divididas.

Quem preside o inquérito é o delegado Jurandir Bentes, escolhido pelo perfil de policial minucioso nos detalhes de crimes que investiga. O delegado Sandro Torrinha comanda o grupo, e ficou encarregado de analisar os vídeos das câmeras de segurança.

Nas imagens, que não foram divulgadas para não atrapalhar as investigações, aparece o carro vermelho usado pelos criminosos para matar os quatro jovens por volta da 1h da manhã no cruzamento da Rua Rui Barbosa com Avenida Presidente Kennedy.

“É um grupo de extermínio. Deu pra ver tudo, só não tem o som. Eles estão encapuzados. Sobre a placa do carro, nós temos um sistema que fotografa e aproxima a imagem em zoom várias vezes, sendo capaz de definir com clareza os números”, revelou o delegado.

Peritos encontraram cápsulas de pistola Ponto 40. Fotos: Olho de Boto

Peritos encontraram cápsulas de pistola Ponto 40. Fotos: Olho de Boto

Perícia

O trabalho da Politec também já produziu algumas informações importantes. Todas as cápsulas encontradas pelos peritos no local da chacina são de pistola Ponto 40. Algumas vítimas levaram mais de cinco tiros. Um dos rapazes foi morto com 7 disparos, a maioria na cabeça e tórax.

Dos quatro vítimas, apenas um tinha passagem

Dos quatro vítimas, apenas um tinha passagem

“Não tiveram chance de defesa e nem de sobreviver. Das quatro pessoas, só uma tinha passagem, o Ozeias. O restante era ficha limpa. Pela dinâmica, os criminosos estão acostumados a matar”, acrescentou o delegado. 

O rapaz mencionado pelo delegado é Ozeias Lacerda Pinheiro, que tinha 19 anos. Além dele, morreram Bruno Cavalcante Brito, de 20 anos; Jacildo Oliveira Brito Júnior, de 17 anos, irmão de Bruno, e Arinaldo Anjos Dias, de 20 anos. Este último morreu no Hospital de Emergência de Santana. Todos foram sepultados na sexta-feira, 28.

Compartilhamentos