Deputada diz que condenação é “decisão equivocada”

Cristina Almeida teria utilizado irregularmente a verba indenizatória entre 2011 e 2012
Compartilhamentos

SELES NAFES

A deputada estadual Cristina Almeida (PSB) divulgou nota na tarde deste sexta-feira, 21, afirmando que a decisão que lhe condenou a perda dos direitos políticos, pagamento de multa, devolução de dinheiro e bloqueio de bens, está equivocada. 

Cristina Almeida evitou falar da denúncia do Ministério Público do Amapá (MP-AP), mas ressaltou que a Justiça amapaense é célere, contudo, sujeita a falhas. 

“Tenho certeza que a Justiça irá prevalecer através de um resultado justo, acarretando na minha absolvição, pois é importante esclarecer, também, que iremos recorrer da sentença. Até lá, a equivocada decisão não me afastará da vida pública”, diz a deputada do PSB.

A deputada disse que sempre procurou trabalhar na vida pública obedecendo a preceitos morais e éticos. 

“Exerci meu mandato de vereadora e exerço o de deputada estadual visando sempre o melhor para o estado do Amapá e nossa população”.

Cristina Almeida concluiu agradecendo eleitores, e afirmando que continuará “trabalhando pelos interesses do nosso povo, honrando cada voto que recebi, em especial as minorias: mulheres e homens negros, vítimas de escalpelamento, comunidades quilombolas, produtores rurais e demais segmentos sociais”.

A parlamentar foi condenada pela juíza Alaíde de Paula em ação movida pelo MP. Segundo a denúncia, entre 2011 e 2012, a deputada teria usado mais de R$ 417 mil da verba indenizatória em despesas proibidas, incluindo o aluguel de um imóvel da mãe dela.

Despesas com passagens aéreas teriam sido ressarcidas com notas fiscais que não indicavam nomes de passageiros ou destino das viagens. 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.