Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) considerou tranquilo o início deste segundo turno da eleição em Macapá. Até às 8h30min, nenhum incidente tinha sido registrado.

Como de costume, alguns eleitores estavam cedo na fila para votar e aproveitar o restante do dia. Esse foi o caso do aposentado José Maria Lima, de 74 anos, eleitor da Escola Estadual Gabriel de Almeida Café, no Centro de Macapá.

Aposentado José Lima: "lá em casa vai ter churrasco". Fotos: Cássia LIma

Aposentado José Lima: “lá em casa vai ter churrasco”. Fotos: Cássia Lima

“Minha sessão é lotada e tem muitos idosos. Venho cedo para garantir lugar e aproveitar o resto do dia com a família. Lá  em casa vai ter churrasco”, frisa o aposentado.

Mesmo com a procura dos eleitores que gostam de votar cedo, poucas escolas registraram filas. Uma delas foi a Escola Estadual Nilton Balieiro, no Marabaixo III, o maior locação de votação de Macapá com 5.774 mil eleitores.

A autônoma Lívia dos Santos, de 32 anos, votou cedo por causa do bebê de colo. Ela não queria que ele pegasse muito sol.

Movimento tranquilo no maior local de votação do Amapá

Movimento tranquilo no maior local de votação do Amapá, no Marabaixo

Lívia acordou cedo para evitar filas e o sol forte no bebê

Lívia acordou cedo para evitar filas e o sol forte no bebê

“Sempre venho cedo, mas esse ano vim mais cedo ainda por causa do bebê. Minha sessão é cheia e mesmo sendo prioridade não queria deixar ele agoniado”, explicou.

De acordo com o TRE, 277. 688 eleitores estão aptos a votar neste domingo. Desse eleitorado, 29% são pessoas com o ensino médio completo, e 22% tem o ensino fundamental incompleto.

A Justiça Eleitoral estima que 16% dos macapaenses devem votar nulo ou branco, o equivalente a cerca de 45 mil eleitores.

Compartilhamentos