Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A desconfiança de uma vizinha impediu que ladrões fizessem uma verdadeira mudança na Escola Estadual Araçari Correa Alves, no Bairro Perpétuo Socorro, Zona Leste de Macapá, na madrugada desta terça-feira, 4. Surpreendidos pela chegada da Polícia Militar, os criminosos fugiram abandonando todos os objetos que levavam.

Dos seis furtos na escola em um mês, quatro ocorreram na semana passada, quando os ladrões levaram computadores, microondas, lâmpadas e até o filtro do bebedouro industrial da escola.

Violões deixados do lado de fora da escola: reunião com os pais vai discutir o assunto nesta quarta-feira, 5

Violões deixados do lado de fora da escola: reunião com os pais vai discutir o assunto nesta quarta-feira, 5

“Só o filtro custa uns R$ 1,5 mil. Furtaram para vender”, avalia o diretor da escola, Frank Coutinho.

Nesta madrugada, os ladrões voltaram à escola, que assim como outras está sem vigilantes. Por volta das 3h, uma vizinha preocupada com os latidos do cachorro (comuns em outros furtos) resolveu chamar a PM.

Quando a viatura chegou, os criminosos já se preparavam para fugir levando caixa amplificada, violões, ar condicionado e outros bens. Na pressa de escapar da PM, deixaram tudo para trás. Os bens ficaram empilhados do lado de fora do colégio. Ninguém foi preso.

A Escola Estadual Araçari Correa Alves funciona na Avenida Rio Javari e possui 350 alunos do 1º ao 3º  ano, além das turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA). As aulas na escola estão suspensas por tempo indeterminado. 

Escola Araçary Correa Alves foi furtada 6 vezes em um mês. Fotos: Leonardo Melo

Escola Araçary Correa Alves foi furtada 6 vezes em um mês. Fotos: Zenir Sousa

“Quem perde com isso são as crianças. Nós vamos reunir com os pais nesta quarta-feira (5), 7h30min, para debatermos o assunto. Os alunos e professores estão organizando até um protesto. Dizem que vão fechar a Rua Cândido Mendes”, avisa o diretor.  

A Secretaria de Educação do Amapá Seed) tem divulgado que só no fim do ano terá terminado a licitação da vigilância eletrônica nas escolas. 

Compartilhamentos