Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil do Amapá procura por um bandido que responde a diversos crimes na capital, entre eles tráfico de drogas, homicídio e assaltos. Paulo Emídio Guedes da Silva, de 21 anos, está com a prisão preventiva decretada pelo roubo à residência de uma policial civil.

O assalto ocorreu em julho deste ano. O criminoso, acompanhado de dois comparsas, conseguiu levar cerca de R$ 26 mil em joias da residência, além de celulares, aparelhos eletrônicos como TV e notebook.

“Aqui na delegacia ele foi reconhecido e teve a prisão decretada pelo roubo. Na quarta-feira passada fomos cumprir e não o achamos. Estamos fazendo buscas. Ele tem outros inquéritos em delegacias. Na semana passada ele foi citado pela PM num possível envolvimento na morte de um rapaz”,  comentou o delegado Wellington Ferraz, da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP).

Corpo foi enrolado em um colhão. Fotos: Olho de Boto

Corpo foi enrolado em um colchão. Foto: Olho de Boto

O delegado se referiu à operação da PM que terminou em prisões e apreensões de menores envolvidos na morte de Felipe Silva Ramos, de 18 anos, no último dia 5, Paulo Emídio foi citado pelos acusados como uma das pessoas que teria planejado o assassinato do rapaz, supostamente por uma vingança.

Felipe Ramos foi morto durante uma festa regada a bebidas e drogas em uma casa no Bairro Infraero I, na Zona Norte de Macapá. O corpo foi encontrado dois dias depois enrolado em um colchão no fim da Rodovia Norte-Sul.

O envolvimento dele ou não na morte ainda está sendo investigado. Por enquanto, a prisão preventiva de Paulo Emídio é em função do roubo à residência.

A casa que foi invadida por ele também fica no Bairro Infraero I. Dos dois comparsas que agiram com ele no assalto, um foi morto em troca de tiros com policiais militares na comunidade de Lontra da Pedreira, zona rural de Macapá, dias depois.

Compartilhamentos