Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil do Amapá abriu inquérito para apurar a morte da ex-modelo Suzy Dayane do Espírito Santo Brazão, de 35 anos. Por enquanto o caso é tratado como suicídio. O corpo dela foi removido pela Polícia Técnica na manhã deste domingo, 16.

Suzy Dayane morava com o marido na 14ª Avenida, no Marabaixo III, Zona Oeste de Macapá. Segundo depoimento dele à polícia, o casal havia chegado de uma festa por volta das 4h. O esposo disse que foi dormir, mas Suzy teria ficado acordada. 

Pela manhã, por volta das 8h30min, o marido disse ter procurado pela esposa e não a encontrou. Ao ir ao banheiro, ele teria visto a vítima pendurada em uma corda. Na tentativa de salvá-la, ele disse que a retirou da corda e a levou para a sala.

Em seguida, ele chamou ajuda. O marido ligou para o Samu, e uma equipe deu orientações a ele por telefone sobre como fazer os procedimentos de monitoramento das condições clínicas da esposa. 

Quando a equipe do Samu chegou ao local, atestou o óbito de Suzy.  

A Politec teve dificuldades de periciar a residência porque o local, o banheiro, estava descaracterizado. Depois de prestar depoimento, o marido foi liberado. 

Suzy Dayane era a atual rainha de bateria da escola Piratas Estilizados. Também foi eleita Musa do Carnaval, a mais Bela Negra, Garota Junina, entre outros títulos de concursos de beleza. Também trabalhava como coreógrafa. 

Compartilhamentos