Compartilhamentos

JÚLIO MIRAGAIA

A eleição para a prefeitura de Macapá desse ano será decidida no segundo turno. Na disputa do primeiro turno, o atual prefeito e candidato Clécio Luis (REDE ) obteve 95.129 votos (44,59%) e terá como adversário o ex-senador Gilvam Borges (PMDB), que conquistou 56.256 votos (26,37%).

O site SELESNAFES.COM ouviu Clécio Luís enquanto ele acompanhava a apuração, na noite de domingo, dia 2, em sua residência, no Bairro do Santa Rita.

Clécio Luís Vilhena Vieira, de 44 anos e natural de Belém (PA), falou sobre sua avaliação do primeiro turno, sobre o tempo de TV que será igual na segunda etapa do processo eleitoral, sobre sua gestão e a política de alianças que tentará ampliar para vencer mais uma vez a disputa para administrar a capital amapaense.

Amigos e assessores acompanham a totalização dos votos na casa do prefeito. Fotos: André Silva

Amigos e assessores acompanham a totalização dos votos na casa do prefeito. Fotos: André Silva

Avaliação do primeiro turno

“Estou muito feliz com o resultado que superou até mesmo o que as pesquisas diziam. Foi bem acima de tudo o que foi informado. A gente tinha esse sentimento com a população e ele foi confirmado, o sentimento de vitória. Agora, essa vitória, não nos tira o pé do chão. Temos que reconhecer que foi uma dádiva, que foi reconhecimento e o povo foi generoso. Por isso, devemos continuar trabalhando.” 

Tempo de TV no segundo turno e gestão

“É um segundo turno onde nós teremos condições melhores de disputa. Eu tinha somente dois minutos de televisão. O meu adversário principal tinha o dobro. Agora é o mesmo tempo de televisão para os dois.

Nós vamos ter muito mais condições no segundo turno de esclarecer e mostrar como pegamos a prefeitura e o que fizemos, que foi muito. Teremos também a humildade de reconhecer aquilo que não deu para fazer e esclarecer os porquês. Eu fui um prefeito que enfrentei a crise mesmo, de peito aberto, com muito trabalho, e o remédio para a crise em Macapá foi o trabalho.   

E, principalmente, mostrar, eu e a Telma, com o pé no chão, aquilo que dá para fazer nos próximos quatro anos sem mentira, sem enganação, sem falsidade, sem fantasia.”

Clécio ressaltou que haverá equilíbrio no tempo de televisão

Clécio, ao lado da vice, Telma Nery, ressaltou que haverá equilíbrio no tempo de televisão

Alianças

“Vamos atrás dos que concorreram conosco. A campanha que nós fizemos, sem agredir ninguém, falando a verdade, discutindo no campo das ideias, nos permite procurar um a um dos que não foram pro segundo turno. Permite falar com a Aline, que é vereadora, junto com a Telma. Permite procurar o Promotor Moisés, queremos dialogar com o Ruy Smith, com a Dora e com o Genival.

Nós vamos ligar para parabenizar, pois fizeram uma bela campanha. Vamos conclamá-los a ir conosco no segundo turno. Vamos conclamar a militância desses candidatos e aqueles que votaram neles também para que nesse segundo turno nos acompanhe.

Faltam só 5% dos votos, isso não nos envaidece. Ao contrário, isso nos coloca com mais responsabilidade, nos coloca mais vontade de fazer uma campanha tão ou mais bonita do que nós fizemos no primeiro turno. “

Compartilhamentos