Compartilhamentos

VALDEÍ BALIEIRO
 
O jovem atleta amapaense de taekewondo, Gabriel Nascimento, está finalizando os últimos treinos para disputar o Campeonato Mundial Juvenil que acontecerá no Canadá, entre os dias 15 e 20 de novembro.

O atleta está classificado desde março, quando disputou a seletiva e ganhou o direito de representar o Brasil na competição internacional. Sua primeira luta será no dia 19.

Gabriel Nascimento (direita) e seu treinador,

Gabriel Nascimento (direita) e seu treinador, Bruno Igreja. Atleta coleciona marcas de superação. Fotos: arquivo pessoal

De acordo com o treinador e preparador físico, Bruno Igreja, Nascimento teve um longo caminho até a conquista da vaga. Ele contou também que Gabriel fez parte da preparação do atleta Venilton Teixeira, titular da seleção brasileira na modalidade nos Jogos Olímpicos do Rio.

“Ele se classificou no mês de março deste ano, tornando-se campeão do Grand Slan (Seletiva Nacional). Desde então o atleta vem em uma rotina muito forte de treinamento, pois em julho se tornou campeão brasileiro. Logo depois, continuou treinando para ajudar na preparação do Venilton para o jogos do Rio 2016. E agora, está com preparação a todo vapor para o mundial, sem dúvidas com muita experiência”, contou Bruno Igreja.

O atleta amapaense sobe ao pódio no Pan-americano

O atleta amapaense sobe ao pódio no Pan-americano

Gabriel Nascimento é titular da seleção juvenil de taekwondo e já possui um currículo invejado. É o atual líder do ranking nacional, atual campeão brasileiro, bicampeão da Copa do Brasil, vice-campeão Pan-americano e foi bronze no Open do México.

O treinador Bruno Igreja comentou também que a presença de Venilton Teixeira foi fundamental para que Gabriel evoluísse no esporte.

“Gabriel sempre buscou alcançar conquistas iguais ou maiores que a do Venilton, pois sabe que se seu parceiro de treino alcançou grandes conquistas. Ele também pode, e esse pensamento sempre fez com desse o melhor de si nos treinamentos e nas competições. O resultado são as grandes marcas dele que o possibilitaram a competir em grandes campeonatos”, relatou Igreja.

Um susto: a falta de apoio

Apesar de muito bem treinado, Gabriel ainda se recupera do pequeno susto de quase não poder viajar, pois não havia como financiar as passagens para o mundial juvenil.

Sem apoio, ele se viu perdendo a grande chance de disputar a competição, mas conseguiu em cima da hora o custeio das passagens do trecho de dentro do Brasil, através de um colaborador que ajuda na carreira do atleta.

As passagens do trecho de fora do país, as mais caras, foram garantidas pela mesma empresa que também ajuda no projeto social do treinador de Gabriel.  

“Ele está muito bem preparado física e tecnicamente. Psicologicamente, foi um pouco afetado, pois a incerteza de que iria viajar mexeu muito com ele. Você ver seu sonho ficando longe por conta da falta de patrocínio não é fácil. E outra coisa que mexeu muito com ele é o fato de eu não poder acompanhá-lo nesse competição tão importante. Como treinador e preparador físico sempre acompanho meus atletas nas competições internacionais. Além disso, faço scalt dos adversários (análise dos atletas em tempo real) e ajudo a montar as estratégias para cada luta”, disse Bruno.

Falta de patrocínio quase impediu Nascimento de participar do mundial. Agora, o atleta foca na preparação

Falta de patrocínio quase impediu Nascimento de participar do mundial. Agora, o atleta foca na preparação

Segundo o próprio treinador, a descoberta do atleta está sendo muito importante, pois prova que nosso estado é cheio de talentos.

“Ele começou a treinar em 2013. Fiz um peneira na comunidade e durante uma semana passamos treinamentos de taekwondo para os garotos gratuitamente e no fim escolhemos os que melhores se saíram. O Gabriel foi um dos escolhidos. Isso prova que devemos investir nos nossos jovens. Macapá é cheia de grandes talentos, a prova são Venilton Teixeira e Gabriel Nascimento lideres em suas categorias”, finalizou o treinador Bruno Igreja.

Compartilhamentos