Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Há semanas o município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá, não sai das manchetes policiais. Desta vez, um homem foi assassinado a tiros depois de uma discussão em um bar. A família dele diz que também foi ameaçada por um homem armado.

O homicídio ocorreu na Rua Presidente Costa e Silva, Bairro dos Remédios I, por volta das 4h30min desta quinta-feira, 24. A vítima, identificada como Everton Pinheiro de Almeida, de 21 anos, estava descendo da garupa de uma motocicleta quando foi alvejada com dois tiros disparos de dentro de um carro cinza.

Vítima descia de uma moto quando foi alvejada. Fotos: Olho de Boto

Vítima descia de uma moto quando foi alvejada. Fotos: Olho de Boto

No veículo, segundo testemunhas, estariam dois homens e uma mulher. Os tiros acertaram o tórax e a cabeça da vítima que morreu antes da chegada de uma equipe do Corpo de Bombeiros.

Segundo apurou a Polícia Militar, a vítima tinha se envolvido em uma confusão em um bar no Bairro Nova Brasília. Após o desentendimento, Everton Almeida deixou o local.

Contudo, dois homens e uma mulher que estavam na confusão entraram em um carro e teriam ido até a casa dele para esperá-lo. Uma irmã da vítima disse que a família inteira foi ameaçada com uma arma de fogo. A mãe de Evento Almeida teve uma arma apontada para a cabeça.

PM teve poucas informações a respeito do carro, mas identificou os suspeitos

PM teve poucas informações a respeito do carro, mas identificou os suspeitos

Momentos depois, na frente de uma lavagem que funciona como bar 24 horas, a vítima chegou na garupa de uma moto segurando dois espetos de ferro para churrasco (a PM acredita que seriam usadas como armas). Ao descer da motocicleta, o Pálio cinza chegou e ele foi atingido pelos disparos. A

PM não fez prisões, mas identificou os suspeitos. 

“Não sabemos o motivo da briga. Sabemos apenas que depois da confusão no bar ele veio pra cá e eles vieram a se confrontar de novo, e o motorista do carro fez dois disparos na vítima”, comentou o soldado Ueise, do 4º Batalhão da Polícia Militar.

O corpo da vítima foi removido pela Polícia Técnica do Amapá (Politec) no início da manhã.  

Compartilhamentos