Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Prestação de contas e captação de recursos federais foram os principais assuntos da recepção aos prefeitos eleitos e reeleitos do Amapá na manhã desta quarta-feira, 9, na Caixa Econômica Federal (CEF), no Buritizal. De acordo com a Caixa, o Amapá já tem garantido cerca de R$ 290 milhões para 2017.

Participaram do evento todos os 14 prefeitos eleitos e os dois gestores reeleitos do estado. A recepção tinha como objetivo potencializar a captação de recursos e fazer uma interlocução afinada com os órgãos. O encontro orientou os gestores do funcionamento e das parcerias com o Governo Federal.

Todos os gestores eleitos participaram do encontro. Fotos: Cássia Lima

Todos os gestores eleitos participaram do encontro. Fotos: Cássia Lima

“A Caixa está trazendo eles aqui e auxiliando como chegar a esses recursos. Estamos tendo essa preocupação de falar com os prefeitos antes deles assumirem para não ter a interrupção de projetos ou o retorno de verbas que geralmente acontece na transição de gestores”, explicou o superintendente regional da Caixa Econômica no Amapá, Ederson Negri.

Superintendente regional da Caixa Econômica no Amapá, Ederson Negri:

Superintendente regional da Caixa Econômica no Amapá, Ederson Negri: Caixa está explicando aos prefeitos como acessar os recursos disponíveis

Segundo o superintendente, a maioria dos recursos já garantidos para 2017 têm como destino obras de saneamento, pavimentação de vias e reforma e construção de escolas. Por exemplo, o município de Laranjal do Jari já tem R$ 50 milhões para obras, Mazagão tem R$ 20 milhões e Santana R$ 15 milhões.

“É um desafio buscar recursos nesse período de crise, mas essa relação com a Caixa é um caminho para estruturarmos melhor nossa cidade. Estamos conhecendo as regras e vamos atuar principalmente no andamento das obras, vamos focar nas inadimplências e agenciar com a bancada mais verbas para o turismo e a mobilidade urbana”, explicou o prefeito eleito de Mazagão, João da Silva Costa (PPL).

Prefeito eleito de Mazagão, João da Silva Costa (PPL): parceria com a Caixa é um caminho para melhorar a cidade

Prefeito eleito de Mazagão, João da Silva Costa (PPL): parceria com a Caixa é um caminho para melhorar a cidade

Para o prefeito eleito de Laranjal do Jari, Márcio Cley da Costa Serrão (PRB), que já iniciou o processo de transição, a meta é tomar pé das dívidas e pagar os servidores do município que estão com os salários atrasados há três meses.

“Iniciamos a transição e já tomamos pé das dívidas da gestão, da falta de pagamento dos servidores e já solicitamos uma auditoria para janeiro. A gente tem problemas em todos os setores, mas vamos fazer um esforço maior para manter os servidores com salários em dia e investir na educação e mobilidade urbana”, destacou.

prefeito eleito de Laranjal do Jari, Márcio Cley da Costa Serrão (PRB): transição no município já começou

Prefeito eleito de Laranjal do Jari, Márcio Cley da Costa Serrão (PRB): transição no município já começou

Já para o prefeito de Macapá reeleito Clécio Luis (REDE) o encontro é fundamental para se reafirmar convênios e repasses, além de trazer outras pautas fundamentais para os interesses dos municípios.

“Esse é um encontro importantíssimo para os prefeitos eleitos ficarem a par das opções da CEF. Para os reeleitos, é um momento para alinhar os repasses de convênios e contratos. Isso abre o leque de possibilidades para a pauta municipalista que muita vezes é relegada a quinto plano”.

Prefeito reeleito de Macapá Clécio Luis (REDE)

Prefeito reeleito de Macapá Clécio Luis (REDE): pauta municipalista garantida com reafirmação de convênios e repasses

Compartilhamentos