Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A Secretaria de Estado da Educação (Seed) divulgou que a procura pela Chamada Escolar 2017 já ultrapassou a dos anos anteriores. Até a quarta-feira, 23, tinham sido realizadas 32 mil inscrições. Em 2015, foram apenas 28 mil registros.

De acordo com secretário adjunto de Políticas Educacionais da Seed, Sebastião Magalhães, a procura por vagas ainda tem como maior demanda os municípios de Macapá e Santana. A chamada funciona como um censo para pretensões de vagas para o ano seguinte.

“Este acréscimo é natural pelo crescimento da população, pelo número de pessoas que voltam a estudar e aquelas que vão de uma série para outras. A outra demanda é que nessa crise muitos pais estão tirando seus filhos da escola privada para a pública”, explicou o secretário.

Secretário adjunto de políticas educacionais da Seed, Sebastião Magalhães: combinação de fatores levam ao crescimento das inscrições. Crise é um deles. Fotos: Cássia Lima

Secretário adjunto de políticas educacionais da Seed, Sebastião Magalhães: combinação de fatores levam ao crescimento das inscrições. Crise é um deles. Fotos: Cássia Lima

Como a chamada só encerra dia 28, a expectativa é de chegar a 40 mil inscrições esse ano, bem acima do esperado. Vale ressaltar que esse é um dado que inclui escolas estaduais e municipais.

O Amapá tem 408 escolas, mas apenas 405 estão ativas. Dessas, 366 são de coordenação exclusiva da Seed e as outras são convênios com prefeituras, como as escolas agrícolas, por exemplo.

Em Macapá e Santana a chamada escolar ocorre pela internet

Em Macapá e Santana a chamada escolar ocorre pela internet

A chamada escolar está ocorrendo pela internet em Macapá e Santana. Nos outros municípios e na Zona Rural, o procedimento ocorrerá por meio de fichas impressas. No ano passado, o cadastro online foi obrigatório em todo o Amapá.

Compartilhamentos