Compartilhamentos

SELES NAFES

O governador Waldez Góes (PDT) nomeou a comissão que vai definir as regras que constarão no edital do concurso público da Polícia Civil do Amapá. A princípio, serão abertas 240 vagas, a maioria para agentes de polícia. Mas, por causa das aposentadorias, o número de vagas pode dobrar.  

As contratações não suprem a necessidade da instituição, mas já serão um alento para uma polícia que não realiza concurso há quase 7 anos, e enfrenta um processo de esvaziamento com aposentadorias e migração de agentes e delegados para outras carreiras mais atraentes.

“Nós temos uma deficiência hoje de 100 delegados para suprir com eficiência o que a gente precisa, mas tudo depende de orçamento. No mínimo serão contratados mais 30 delegados”, adianta o novo secretário de Justiça e Segurança Pública do Amapá, Ericláudio Alencar.  

Delegada Geral de Polícia do Amapá, Lourdes Sousa: com cadastro reserva vagas podem dobrar. Foto: Arquivo/SELESNAFES.COM

Delegada Geral de Polícia do Amapá, Lourdes Sousa: com cadastro reserva vagas podem dobrar. Foto: Arquivo/SELESNAFES.COM

O diagnóstico de vagas foi elaborado pela Delegacia Geral da Polícia. Além dos 30 delegados, deverão ser contratados 120 agentes e 90 escrivães de polícia.

“Por enquanto estamos no termo de referência (primeiro passo de um concurso). Para todas essas funções teremos também cadastro reserva, isso quer dizer que o número de vagas será o dobro, principalmente por causa das aposentadorias que ocorrerão nos próximos dois anos”, observa a delegada geral de Polícia do Amapá, Lourdes Sousa.

O processo será conduzido pela Secretaria de Administração do Amapá (Sead), que fará processo licitatório para contratar o instituto que organizará e aplicará as provas do concurso público. A modalidade da licitação ainda não foi definida, mas a ideia é realizar o concurso da PC junto com os concursos das polícias Militar, Técnica (Politec) e Defensoria Pública (Defenap).

Novo secretário de Segurança Pública: 30 novos delegados

Novo secretário de Segurança Pública: 30 novos delegados

“Esta semana o governador estará assinando a nomeação da comissão que vai cuidar das regras do concurso da PM e nos próximos dias da Politec e Defensoria. A ideia é economizar, então esperamos que um instituto só possa realizar todos os concursos ao mesmo tempo”, adiantou a secretária de Administração do Amapá, Suelem Amoras, que na semana que vem irá a Brasília visitar institutos de renome em realização de concursos.

A Sead garante que os editais dos concursos serão lançados no máximo até março de 2017, com aplicação das provas ainda no primeiro semestre.

(foto de capa: Olho de Boto)

Compartilhamentos