Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um carro desgovernado invadiu uma residência no Bairro Santa Rita, em Macapá, no início da madrugada desta quinta-feira, 24, e por pouco não causou uma tragédia. O motorista foi levado para o Hospital de Emergência de Macapá, mas fugiu. Até aí nada de extraordinário, se a Polícia Militar não tivesse encontrado o acusado em uma lanchonete ainda bebendo cerveja, como se nada tivesse acontecido.

O acidente ocorreu por volta da 00h30min, no cruzamento da Avenida Presidente Vargas com a Rua Hildemar Maia. De acordo com a PM, a picape Ranger conduzida por Maicon Ribeiro, de 37 anos, teria avançado a preferencial e colidido com um carro prata dirigido por um universitário que voltava para casa.  

Range invadiu uma loja. Fotos: Olho de Boto

Ranger invadiu uma loja. Fotos: Olho de Boto

No local funciona uma esmalteria: prejuízo

No local funciona uma “esmalteria”: prejuízo

Depois do impacto, a picape ficou desgovernada e invadiu o imóvel onde funciona uma loja de cosméticos.

Quando a Polícia Militar chegou ao local, encontrou o cenário de destruição, mas o motorista já havia sido levado por uma equipe do Corpo de Bombeiros do Amapá até o Hospital de Emergência.

O motorista foi atendido pelo médico de plantão que passou exames, mas nenhum foi feito.

“O condutor com sinais de embriaguez já havia sido socorrido no Hospital de Emergência. Quando a nossa equipe chegou ao HE, a equipe médica informou que o cidadão havia abandonado o hospital sem realizar os exames solicitados pelo médico”, explicou o sargento Calandrine, do Batalhão de Trânsito da PM (BPTran).

Se fosse uma residência, uma tragédia poderia ter ocorrido

Se fosse uma residência, uma tragédia poderia ter ocorrido

O motorista não foi muito longe.

“Encontramos ele numa lanchonete perto da Escola Coaraci Nunes (Hamilton Silva, na esquina do HE) fazendo uso de bebida alcoólica, e demos voz de prisão. Estava com uma latinha na mão”, revelou o sargento.

Maicon Ribeiro se recusou a fazer o teste de alcoolemia, mas a PM fez um auto de constatação em função dos visíveis sinais de embriaguez do acusado. Ele foi preso em flagrante e apresentado no Ciosp do Pacoval.

Na delegacia, outra vítima apareceu para registrar queixa contra ele. 

“Entes do acidente ela teria atingido uma pessoa próximo da Boate Tigrão, e nós orientamos essa pessoa a prestar queixa”, sinalizou o sargento. 

Compartilhamentos